nordeste

Eu sou nordestina, considerada por muitos aqui em São Paulo como uma pau-de-arara que veio tentar a vida na cidade grande. Acredite, trabalhamos no meio publicitário onde pessoas influenciam pessoas, consumo e atitudes e fui obrigada a escutar isso, de uma pessoa completamente esclarecida em um evento que participei. Essa é a visão que algumas pessoas ainda têm do nordeste, um pau-de-arara gigante, onde todo mundo quer buscar uma vida melhor.

Isso realmente acontece, o sonho de fugir das secas acabam transformando todo nordestido em sertanejo desesperado. Mas a vida melhor poderia ser encontrada por lá, sem problemas. Porém faltam algumas coisas, como recursos e projetos governamentais que possam favorecer quem precisa.

Os sertanejos são alvo de uma questão política, onde sempre as promessas são feitas e nada acontece. Prometem irrigação, comida, terra e quando a coisa aperta as únicas coisas que acabam chegando lá é um caminhão pipa – pra dar água no balde, na lata, nas garrafas pet – e sacos de feijão e farinha. Energia eletrica é uma coisa que não existe e o dinheiro pra se comprar vela ou candeeiros também não aparecem. Com a terra seca não se pode plantar, não se pode criar um bicho pois ou a pouca água e a pouca comida são consumidas em casa ou elas são dadas pro bicho. Não há condição de dividir.

Sou nordestina, de Aracaju. Sergipe. E convido quem quiser para um passeio no nosso sertão. O nosso sertão que tem ao lado o rio São Francisco, de uma beleza incrível. O nosso sertão que sofre com a seca que poderia ser resolvida com irrigação, com geração de empregos e uma boa qualidade de vida pro povo humilde e sertanejo. O nossso sertão com as pessoas mais inteligentes que eu já pude conversar na vida.

Podem vir comigo. Me faço guia turística para poder mostrar todas as nossas contradições.

Abraços,

Anúncios

3 comentários

  1. mas afinal o q é um paulista se não mais um brasileiro, de origem negra, indígena, branca, amarela, nordestina tb etc. e etc. (vide a imigração)?

    os paulistas e paulistanos são da américa latina e não adinta ter pretenções terceiro mundista de ser londrino ou novaiorquino. uma vez latino, sempre latino.

    a mentalidade de uma parte dos “esclarecidos” desse país ainda é tão provinciana qto a de qualquer colônia do período do império português. ó país, ó dias, ó províncias brasileirinhas.

    ps.: no nordeste a terra era fértil – e muito, mas vieram os portugueses (descendentes de judeus) da ilha dos açores e os holandeses que plantaram cana, queimaram o solo e plantaram mais cana. e todos nós sabemos o que acontece com a terra depois q se planta cana-de-açúcar – o solo fica infértil. depois do ciclo da cana veio a cerca nas terras, o latifúndio, a concentração da renda e o aumento dos bolsões de excluídos. eis o problema da região.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s